terça-feira, 19 de abril de 2011

Essa e você!


Você me provoca, você me perturba. Joga água e sai correndo. Atira a pedra e me acerta de raspão. Me espia no escuro e mostra a língua. Me xinga. Me atiça. Invade o meu sossego. Meu refúgio. Você me provoca achando que não há perigo. Sem conhecer a força da minha mordida, o tamanho dos caninos. Você me provoca sem esperar a picada. Sem saber que ainda não inventaram antídoto pro meu tipo de veneno.
Caio F. A.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Tava olhando alguns videos no youtube e achei esse tao lindo...

Veneno e o Antídoto



Alguem pode explicar o que acontece aqui dentro? Eu tenho que responder as minhas próprias perguntas. E tenho que ser serena, e ao mesmo tempo inquieta para aplacar minha própria demência. E tenho que ser discreta para me receber em confiança. E tenho que ser lógica para entender minha própria confusão. Ser ao mesmo tempo o veneno e o antídoto.

domingo, 17 de abril de 2011

SILêncio

Que o meu silencio fale mais alto, grite, esbraveje, berre até perder a voz. Todas as palavras saídas da minha boca nada dizem, ou se dizem saem sem sentido, e se mesmo assim têm algum sentido de nada adiantam, que o meu silencio impeça minhas lagrimas de escorrerem e minhas mãos de tremerem, que o meu silencio mesmo contido impeça de serem feridos os meus ouvidos sensiveis, porque hoje eu cansei de brigar, de falar, de pestanejar, e de defender na base das minhas salivas tudo que pra mim não é desordem, ou confronto ou o que quer que seja. Hoje por mais que eu necessite de me expressar, de vomitar toda essa ira, de brigar com tudo mais uma vez, simplesmente eu me calei....

E se me calei foi de tristeza.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Héé!


Héé´... eu deveria estar com insônia, pensando essesivamente, roendo o que sobrasse das minhas unhas e quer saber? não estou. Eu deveria neste exato momento estar olhando para o nada, procurando dentro dos meus pensamentos uma possível solução para tudo que está fora do lugar, mas não, não estou fazendo nada disso. Deve ser até pecado toda essa paz que estou sentindo e essa tranquilidade que quase beira a lucidez, mas é exatamente isso, que pelo menos por enquanto, se passa em mim. Com certeza este também não é um daqueles posts lindos, com palavras e mensagens inspiradoras, eu não me importo(na verdade nunca me importei). Amizades que de novo estão ruindo, se acabando.. outras bem devagarinho comecando.. Amores que andam balançando meu coração e sem sofrimento. Héé.. sem sofrimento! =]
A cada dia tudo se repete.., mais uma, e outra vez. So que cicatriza uma vez e mais e mais. E com esses dias eu percebo que poderia ser menos madura, menos madura.. Héé mas não tem jeito. rs

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Eu e Você!


Eu continuo achando que as filosofias de Homer Simpson'' é a coisa mais idiota que alguém pode querer seguir, e você segue. Sertanejo pra mim ainda não é motivo de arrepios, nem de fissuras, você quase tem orgasmos com isso'. Ainda tenho a fé imbatível de que um dia “novelas'' Irão ser banidas da TV e quando você diz que morreu de rir, a única coisa que me resta é criticar e no final rir também. 'PEQUENINO' é o pior filme da história da humanidade, e quando você disse que era um dos seus filmes prediletos eu preferia ter ouvido que era o Um amor pra recordar. Eu odeio teus vícios, mas adoro quando diz que sou um deles. Descobrir que existe uma pessoa mais teimosa do que eu é até reconfortante, isso até hora de ter que te convencer de alguma coisa. No meio da rua acontecem nossas loucuras que são as mais sensatas emoções. com certeza sempre que eu ouvir uma musica, pro resto da minha vida, vou ter lembranças, não tão puras assim. Os cinco minutos que eu atraso passam a cada dia mais rápido e eu dou um jeito de atrasar 7. quando você disse ''Casa comigo daqui uns anos''? eu me senti ridícula por ter me derretido, afinal ainda acho que casamento não traz felicidade e mesmo achando tal coisa continuo derretida e me achando ridícula de novo por isso. O fato comprovado de não mais te ver todos os dias me deixa aflita, com certeza acordar as seis da manhã em plena segunda-feira não vai mais ser tão motivador assim, já que não vou ganhar o melhor abraço do mundo pra passar o resto do dia reconfortada. O destino é mesmo irônico, você está mesmo decidida a ser a primeira em todas as partes do meu corpo? há. hoje em dia o Domingo é meu dia preferido da semana e você é a culpada disso. A gente continua achando um monte de coisas bregas e não percebendo o quanto a gente É brega... Ah minha menina, agora ouve aí nossa musica, senta e bora pensar no futuro enquanto o presente ainda é só uma palavra..

Viver


Durar não é estar vivo, viver é outra coisa..

domingo, 3 de abril de 2011

Sonhos


Sonhos. Afinal, o que é sonho?
Sonhar seria querer o impossível?
Sonho é querer? Que loucura!
Acho que sonho pode ser um...
Um, não; dois gritos da alma
E a alma grita? Que bobagem...
Imaginação, quero passagem
Preciso definir o que é sonho!
Se sonhar é lançar-se no espaço,
Sonho é mergulhar no infinito
Mergulhar no infinito? Que miragem...
Sonhar é a vontade de ver de novo
Não! Isso é definição de saudade
Está muito difícil, que crueldade!
Sonho seria o mesmo que devaneio?...
Se é, para que tanto rodeio!
Não sou poeta, para que tanta quimera!
Já sei, sonho é ter amizade sincera
É ter um grande amor nos braços
É esquecer todos os fracassos
É dar e receber beijos de ternura
É fazer do amor uma doce loucura
É nutrir sentimento bem definido
É sentir um amor não dividido
É sentir grande paixão no peito
É isso mesmo, falo do meu jeito
Nada de palavras da poesia cadente
É assim que eu sonho o meu sonho
Ah! sonho, você mata a gente!

Torta na CaRa!!!

Morro de vontade de fazer a mesma brincadeira com meus amigos kkk
Esse não era o papel que eu queria, pode ter certeza. Queria fazer valer seus instantes perdidos me observando numa festa cheia e tentando entender meus enigmas. Eu sou uma decepção. Parecia tão interessante, tão cheia de luz. E agora sou essa criança que só quer agarrar você e proibir de brincar com os outros amiguinhos. Só meu, não empresto.