segunda-feira, 9 de janeiro de 2012


Não era só coração, era também atração. Sempre foi vontade de abraço e cheirinho no cangote. Ao mesmo tempo em que era amor, era desejo, e de alguma forma era tudo misturado. Porque ele precisava dela e ela sempre precisou dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário