terça-feira, 14 de agosto de 2012


Não consigo sentir raiva, não consigo sentir desprezo, não consigo sentir nada. De vez em quando bate uma pena, uma bagunça, mas passa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário