terça-feira, 31 de janeiro de 2012


Dizer “eu te amo” é uma responsabilidade muito grande.

Quando estamos efetivamente ligados à uma pessoa, nós sentimos tudo o que a outra sente. Sua dor, suas alegrias, sua tristeza, seus medos, sua paz; tudo.          
Cecília, Tititi

Vi(a)je, da(n)ce, a(t)ue, conh(e)ça, e(s)creva, (q)ueira, brig(u)e, am(e), de(s)eje,  d(e)sencane, (j)ure, corr(a), (t)ente, sorri(a), enca(r)e, per(d)oe, apaixone-s(e).

Ainda vai ter uma festa que eu vou dançar até o sapato pedir pra parar… Aí eu paro, tiro o sapato e danço o resto da vida.

A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.” 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012


kkkkkkkkkkkkkkkkkkk como pode??? rsrs
 
Hoje eu sou tão básica: 
Não quer? Não faz! 
Não gostou? Não olha! 
Quer ir embora? Vai! 
Tá de bico? Foda-se!
Vai ficar de mal? Que se exploda! 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012





kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Eu ri bastante

Posso não ter a menor ideia do que eu estava fazendo, mas sabia exatamente o que eu estava sentindo.

E por mais que todos digam que ela não vai alcançar, ela tampa seus ouvidos, e não pára de arriscar.
 
Chegou no apartamento dele por volta das seis da tarde e sentia um nervosismo fora do comum. Antes de entrar, pensou mais uma vez no que estava por fazer. Seria sua primeira vez. Já havia roído as unhas de ambas as mãos. Não podia mais voltar atrás. Tocou a campainha e ele, ansioso do outro lado da porta, não levou mais do que dois segundos para atender.
Ele perguntou se ela queria beber alguma coisa, ela não quis. Ele perguntou se ela queria sentar, ela recusou. Ele perguntou o que poderia fazer por ela. A resposta: sem preliminares. Quero que você me escute, simplesmente.
Então ela começou a se despir como nunca havia feito antes.
Primeiro tirou a máscara: "Eu tenho feito de conta que você não me interessa muito, mas não é verdade. Você é a pessoa mais especial que já conheci. Não por ser bonito ou por pensar como eu sobre tantas coisas, mas por algo maior e mais profundo do que aparência e afinidade. Ser correspondida é o que menos me importa no momento: preciso dizer o que sinto".
Então ela desfez-se da arrogância: "Nem sei com que pernas cheguei até sua casa, achei que não teria coragem. Mas agora que estou aqui, preciso que você saiba que cada música que toca é com você que ouço, cada palavra que leio é com você que reparto, cada deslumbramento que tenho é com você que sinto. Você está entranhado no que sou, virou parte da minha história."
Era o pudor sendo desabotoado: "Eu beijo espelhos, abraço almofadas, faço carinho em mim mesma tendo você no pensamento, e mesmo quando as coisas que faço são menos importantes, como ler uma revista ou lavar uma meia, é em sua companhia que estou".
Retirava o medo: "Eu não sou melhor ou pior do que ninguém, sou apenas alguém que está aprendendo a lidar com o amor, sinto que ele existe, sinto que é forte e sinto que é aquilo que todos procuram. Encontrei".
Por fim, a última peça caía, deixando-a nua
"Eu gostaria de viver com você, mas não foi por isso que vim. A intenção é unicamente deixá-lo saber que é amado e deixá-lo pensar a respeito, que amor não é coisa que se retribua de imediato, apenas para ser gentil. Se um dia eu for amada do mesmo modo por você, me avise que eu volto, e a gente recomeça de onde parou, paramos aqui".
E saiu do apartamento sentindo-se mais mulher do que nunca.

"A adolescência é quase uma tragédia, que vira drama e depois comédia".

Minha vida é sempre uma montanha russa e daqui a pouco to subindo de novo. Brisa na cara e tudo mais. Pra depois cair de novo e até nisso sentir prazer.

A vida é um travesti: não é o que você pensa que é, não serve pro que você quer e provavelmente vai te fuder. huahauhauhuahua

Só porque uma vez algum amor seu não durou pra sempre, não quer dizer que nenhum amor durará.

domingo, 22 de janeiro de 2012


"Um café, e um amor. Quentes, por favor".

Vence quem passa por essa vida rindo. E se o preço que se paga por ser um pouco feliz é ser um pouco idiota, dane-se.

Tomando no meio do cu.

UAEYHUIEHEIUEOAEAEOAHEOAIEUAEYHUIEHEIUEOAEAEOAHEOAIEUAEYHUIEHEIUEOAEAEOAHEOAIEUAEYHUIEHEIUEOAEAEOAHEOAIEUAIUAEOUOIEUAEOAYEEYHUIEHEIUEOAEAEOAHEOAIEUAE

Acordei com uma vontade louca de ser feliz. De rir do que não me faz bem. De fazer a vida valer a pena. De não me arrepender do que fiz e vou fazer. De rir daqueles que querem me ver triste, pois não vão conseguir. Acordei com uma vontade de apenas viver a vida, mesmo que não seja como planejei. Há muita estrada para caminhar e muito sonhos para se planejar e realizar.

O amor não é uma desculpa. Você não pode justificar o ciúme com o amor. Sinto ciúme de você porque te amo demais. Eu já disse isso, mas hoje vejo diferente. Se eu amo demais, o problema é meu. Dizer que ama e quantificar o amor só serve para quem sente. Se eu tenho o maior amor do mundo, o mais puro e o que mais me faz feliz o problema é exclusivamente meu. Sabe por quê? Não importa o amor que eu sinto, não para o outro. Para o outro importa como eu demonstro, me comporto e vivo esse amor. O que adianta eu dizer que o meu amor é o mais puro de todos se eu não mostro isso? O amor não é uma palavra bonita. O maior problema do mundo, hoje, é esse. As pessoas acham que falar basta. Não, falar não basta. O amor não tem que ser dito, ele precisa ser sentido, senão ele não sobrevive.

sábado, 21 de janeiro de 2012


Porque faz tempo, tanto tempo. Faz tempo que as coisas não andam como deveriam andar. Faz tempo que o trem saiu do trilho e mudou a rota. Faz tempo que a chuva não vence o “limpa-limpa” no parabrisa do carro. Faz tempo que a força da mão na caneta não é suficiente para rabiscar nem o próprio nome, que dirá o que anda acontecendo. Faz tempo que a concentração não é a mesma, muito menos a força de vontade. Faz tempo que a resistência sobre você acabou, e faz tempo, também, que você pressiona meu coração com um ar de “quero mais” e com o ego estabelecidamente elevado. Faz tempo que você bagunçou tudo e a bagunça foi recíproca. Porque, admita, faz tempo que eu mexi com você também. Faz tempo que a coragem de desabar e gritar o que anda preso sumiu, e desde então, faz tempo que eu venho tentando achá-la novamente. Faz tempo que anda tudo sufocado na garganta, faz tempo que eu venho me esforçando para engolir. Faz tempo que tentar dizer o efeito que você causou é tão difícil quanto guardar só para mim. Faz tempo que a vida anda complicada, irrelevante e mentirosa. Faz tempo, pouco tempo, que você chegou. Faz tempo, pouco tempo, mas faz tanto tempo.

"Mulher diz tudo o que sente sim, mas com uma grande diferença: sem dizer nada. Sabe quando ela demora para responder suas mensagens? Ela se segurou o dia inteiro para mostrar a você que não teve tempo e que não se importa tanto assim. Sabe quando ela não te chama no msn? Anos de estudos para fazer um doce, fingindo que não está morrendo de saudades. Sabe quando ela passa reto de nariz em pé, toda linda e esnobe? É o ”vou fingir que não te vi”. Sabe quando ela não te responde de primeira? Apenas um teste para ver se você está interessado o suficiente para chamar de novo. Complicadas. Inteligentes. Superiores. Enquanto eles se acham espertos elas simplesmente são, sem ter que achar nada. Ela diz que te odeia e te manda ir embora, mas experimenta sair de perto dela para ver o que acontece. Ela desliga o telefone na sua cara e diz que vai sair com as amigas a noite porque você nunca a mereceu, e na maioria das vezes ela deita na cama e chora. Seres extremamente fortes, estupidamente sensíveis. Todo homem deveria ter um dia de mulher. Mulher sabe sorrir quando quer chorar. Mulher sabe desprezar quando quer amar. Mulher sabe ignorar quando a maior vontade é ligar e pedir o amor do canalha de volta. Mulher pensa com o coração e age com a cabeça. Dentro de uma mulher existem sentimentos ocultos. Vulcões em erupção camuflados por enormes geleiras. Mulher tem o poder de passar do lado do babaca que partiu seu coração de salto alto, sorrindo e deixa para chorar em casa. E sabe porque eu gosto de ser mulher? Bom, mulher pode estar perdidamente apaixonada. Pensar nele 24 horas por dia e fazer hora extra. Olhar o telefone de 5 em 5 segundos, e a cada toque, achar que é ele. Mas, meu caro, tenha certeza que você jamais saberá disso. Na verdade ela pode estar tendo overdose de amor, ataque de ciúmes, caindo os cabelos de raiva. Mas para ele, ela vai estar vendo um filme de romance na tv e repetindo milhares e milhares de vezes: ”Homem? Ahh.. Só fazendo um modelo novo de fábrica. Zero km. E que de preferência não fale, para não mentir.” Ela pode ser meiga e doce, mas experimente dizer isso a ela. Ela simplesmente sorri com olhos de cinismo e diz “vai sonhando”.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012


Eu quero, certo? Não sei se devo, também não sei se posso. Se é permitido? Sei lá, acho que também não sei o que é dever ou poder, mas agora estou sabendo de um jeito muito claro o que é precisar, certo? E quando a gente precisa, não importa que seja proibido. Querer? Querer a gente inventa.

 Se não for hoje, um dia será. Algumas coisas, por mais impossíveis e malucas que pareçam, a gente sabe, bem no fundo, que foram feitas pra um dia dar certo.


(…) Vou te pedir que fique. Mesmo que o futuro seja de incertezas, mesmo que não haja nada duradouro prescrito pra gente. Esse é um pedido egoísta, porque na verdade eu sei que se nada der realmente certo, vou ficar sem chão. Mas por outro lado, posso te fazer feliz também. É um risco. Eu pulo, se você me der a mão.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012


- E o Lirio o que significa?
- Nao, nao vou falar.
- O que significa?!
- Te desafio a me amar.

Filme (Imagine Eu e Você)

(Trabalho) Mas fique tão tranqüilo — e humilde, e confiante — quanto possível. É só uma fase, só um estágio. Vai passar.
  
E se eu mudasse meu destino num passe de mágica? (...) Estranho, mas é sempre como se houvesse por trás do livre-arbítrio um roteiro fixo, pré-determinado, que não pode ser violado.

As vezes, criamos pessoas em nossas mentes, construímos sonhos em cima de palavras, que o vento leva. Mas quem é o culpado? Quem fala ou quem ouve? Ou será que não existe culpado? Nessa vida louca, quando pensamos que nossa vida está calma, acontece um maremoto, e tudo vai a deriva. Não há culpados, é só a vida se materializando, são os encontros e desencontros. Temos que aceitar quando um tripulante resolve sair antes do término da viagem, sem dizer adeus, sem dizer sequer uma palavra, é difícil. Mas, cada um faz o que pensa ser o melhor. O que é nosso nunca se vai, por mais que queira, sempre estará presente. Se for, na hora certa voltará, e se não voltar, é porque não era nosso. Melhor assim. Doer, dói, mas somente uma vez. E nada melhor que o tempo para mostrarnos o melhor caminho. E isso não é frieza, é maturidade. Nada dura para sempre, nem as dores, nem as alegrias. Tudo na vida é um aprendizado, tudo na vida se supera…”

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012


Não era só coração, era também atração. Sempre foi vontade de abraço e cheirinho no cangote. Ao mesmo tempo em que era amor, era desejo, e de alguma forma era tudo misturado. Porque ele precisava dela e ela sempre precisou dele.

Eu mesma, sou louca por abraços, e mesmo dizendo que odeio quando fazem cócegas em mim, adoro umas cutucadas e fazer um charminho de: ai para, por favor, imploro! Vai me dizer se tem coisa mais gostosa do que rir fechando o olho? Rir com gosto é melhor do que sorvete de creme no verão

Mergulha no que te dá vontade. Que a vida não espera por você.

Quando você vier, haverá o encontro da sua busca com a minha espera. E o seu abraço será a moldura do meu corpo. Eu vou inventar uma madrugada eterna pra quando você tiver que ir embora no dia seguinte. E você vai inventar um domingo que vai durar pra sempre porque tenho preguiça das segundas-feiras. E a gente vai rir de tudo isso porque o nosso amor será a coisa mais bonitinha do mundo.

domingo, 8 de janeiro de 2012


Sou quase normal, semi legal. Mas nunca desejei o mal. Não consigo odiar. Mesmo. E olha que já tive motivos para odiar algumas pessoas. Não odeio. Sinto raiva, sim. Então eu grito, brigo, xingo (a pessoa ou o vento). Depois passa. Depois vira poeira, vira nada. Tem coisa que sacode a gente que nem vento forte. Depois vai embora e deixa uma leve bagunça. A gente ajeita e fica tudo bem.

- Você não vai mesmo vingar-se?
- Por que eu faria isso?
- Estas pessoas todas, elas machucaram você.
- Eles caem sozinhos. A vida não erra.

O que você vê? Quem realmente você é? O espelho reflete aquilo que você é ou aquilo que os outros querem que você seja? Você anda se preocupando mais com sua beleza exterior ou interior? Você leva em consideração suas atitudes ou os seus sentimentos? Você usa a razão ou o coração? Valoriza o que? Quem?
 
Homer: Marge, você provavelmente me odeia por sempre falhar. 
Marge: Eu não te odeio por falhar. Eu amo você por tentar.


— Quer café?
— Está aí, uma coisa que combina comigo. 
— Café?
— É! Sou quente, mas se não me tomar na hora certa, fico fria.”



Se a gente quer, a gente faz. Não tem “se”, não tem “mas”, não tem nada que impeça você de fazer. Se um homem te quer ele demonstra. Se um homem te quer ele não vai ter medo de te apresentar para os amigos. Se um homem te quer ele te ouve. E te consola. E te dá apoio. E te dá conselho. Se um homem te quer ele não vai esquecer das coisas que são importantes para você. Se um homem te quer ele vai entender que o seu não é sim. E que às vezes você é atrapalhada e fala o que não deve. Se um homem te quer ele não vai arrumar desculpas para não te ver. Se um homem te quer ele sabe exatamente o que te magoa. Se um homem te quer não vai te magoar de propósito. Se um homem te quer vai gostar de andar de mãos dadas, corpo colado, peito encostado. Se um homem te quer ele não vai mentir, enganar ou ferir. Se um homem te quer não tem ex que atrapalhe, não tem filho do primeiro casamento que separe, não tem amigo que afaste, não tem família que não goste. Se um homem te quer, ele nunca vai fazer você se sentir um lixo de mulher.

Fica a Dica!

Eu preciso muito, muito de você eu quero muito muito você aqui de vez em quando nem que seja muito de vez em quando você nem precisa trazer maçãs nem perguntar se estou melhor você não precisa trazer nada só você mesmo você nem precisa dizer alguma coisa no telefone basta ligar e eu fico ouvindo o seu silêncio juro como não peço mais que o seu silêncio do outro lado da linha ou do outro lado da porta ou do outro lado do muro.Mas eu preciso muito muito de você.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012


Se faltar calor, a gente esquenta. Se ficar pequeno, a gente aumenta. E se não for possível, a gente tenta

Uma dose de loucura, duas de felicidade, e o dedo do meio para quem encher o meu saco.

Resolvi me afastar, e agora estou tentando tirar da cabeça. Não estou conseguindo, porém tentando. Não consigo mais aceitar relações pela metade. Em outras palavras, raspas e restos não me interessam.

Crie laços com as pessoas que lhe fazem bem, que lhe parecem verdadeiras e desfaça os nós que lhe prendem aqueles que foram significativas na sua vida, mas infelizmente, por vontade própria - ou do destino, deixaram de ser... Nó aperta, laço enfeita...simples assim.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012


Eu não quero que seja pra sempre, nem que seja certo. Só quero que seja.

De vez em quando eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno, bem no meio duma praça, então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta, mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme. só olhando você, sem dizer nada só olhando e pensando: “meu Deus, mas como você me dói de vez em quando…

Você tem uma coisa nas mãos agora


“-Você tem um cigarro?
-Estou tentando parar de fumar.
-Eu também. Mas queria uma coisa nas mãos agora.
-Você tem uma coisa nas mãos agora.
-Eu?
-Eu.”

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Eterna Apaixonada


Eu sou uma eterna apaixonada por palavras. Música. E pessoas inteiras. Não me importa seu sobrenome, onde você nasceu, quanto carrega no bolso. Pessoas vazias são chatas e me dão sono. Gosto de quem mete a cara, arrisca o verso, desafia a vida. Eu sou criança. E vou crescer assim. Gosto de abraçar apertado, sentir alegria inteira, inventar mundos, inventar amores. O simples me faz rir, o complicado me aborrece.