sexta-feira, 28 de novembro de 2014


Você colocou sua mão na minha. Eu estava tremendo por dentro, mas queria ficar sentado com você e deixar todo o mundo para trás.
Gosto da voz rouca de bom dia, o toque das mãos escondido no elevador, dos joelhos juntos por baixo da mesa, do beijo sem pressa, das horas de conversa sem olhar o celular. Gosto de saber planos inconfessáveis, manias solitárias e de uma bobagem qualquer que me faça rir sem maneirar o tom. Gosto de sair feliz nos dias cinzas, de caprichar na roupa em plena terça...

Nenhum comentário:

Postar um comentário