sábado, 9 de maio de 2015


É preciso arriscar. Riscar o chão por onde passa, escrever a lápis e tentar não usar a borracha. A vida é mesmo uma tentação em que tudo está por um fio. Ou você cria seu próprio equilíbrio ou cairá em um dos lados que nem ao menos você sabe qual.
Nem tudo é questão de escolha, muitas vezes o destino te escolhe e você nem percebe. Algumas vezes o vento mostra a direção e você segue sem saber sequer onde vai parar. A saudade é um estimulo para continuar, o amor é um motivo para permanecer e o amanhã é um enorme presente para desembrulhar.